19 agosto 2009

Entidades estudantis mobilizam mais de mil pessoas em Chapecó (SC)




A União Municipal de Estudantes Secundaristas da cidade de Chapecó-SC, com o apoio da União Catarinense dos Estudantes - UCE, UNE, UBES, e demais entidades dos movimentos sociais e sindicais, organizaram uma grande manifestação com mais de mil pessoas em frente à empresa da Sadia.
Os estudantes, maioria na manifestação, participaram ativamente, mesmo sob o sol forte. "Existem pessoas na sociedade que adoram dizer aos quatro cantos que o movimento estudantil não existe mais, que os estudantes se calam diante dos acontecimentos no Brasil. Mas estamos mobilizados aqui em Chapecó, hoje, com mais de mil estudantes universitários e secundaristas para dizer que movimento estudantil existe, sim. Vamos às ruas e estamos presentes no cotidiano das lutas", afirmou Vander Rodermel, presidente da União Catarinense dos Estudantes.

Globo X Record: nessa baixaria os dois lados "têm razão"

As escaramuças entre a Rede Globo e a TV Record produziram um acontecimento no mínimo inusitado: uma baixaria em que os dois lados, no afã de jogar a sujeira do outro no ventilador, têm rompantes de sinceridade.

Nos veículos das Organizações Globo, seguidos por outros como a Folha de S. Paulo, espocaram manchetes nos últimos dias sobre processos contra o bispo Edir Macedo, dono da Record, sobre a ligação desta com a Igreja Universal e prováveis vinculações do dinheiro dos fiéis com o império de comunicação. O Jornal Nacional desta quarta-feira emendou de primeira.

Nas palavras de Fátima Bernardes, "Edir Macedo deu outro destino ao dinheiro doado à Igreja Universal", ao que segue a matéria que busca provar, através de imagens da pregação feita em cultos, que a "religião é apenas um pretexto para arrecadação de dinheiro". De fato, é difícil não considerar a hipótese de haver ligação entre uma coisa e outra e, mais ainda, desconhecer que igrejas podem, eventualmente, fazer o diabo para arrancar dinheiro dos seguidores.

25 anos da UJS: plenária nacional traçará calendário de comemorações

A plenária nacional da UJS, que está convocada pela executiva para os dias 8 e 9 de setembro, na cidade do Rio de Janeiro, abordará uma série de temas que nortearão as atividades neste segundo semestre, dentre os quais se destaca o plano de comemorações dos 25 anos da entidade. A ideia a ser debatida é transformar setembro no mês de comemorações do aniversário, estabelecendo uma agenda com atividades nacionais e locais.

"Existem datas na história de uma Organização que são marcantes e os 25 anos são uma delas. Não existe no Brasil uma experiência de entidade política juvenil, com as características da UJS, que tenha sido tão longeva e tão exitosa. Por isso, há muito o que comemorar", diz Marcelo Gavião, presidente nacional."Além disso, hoje a UJS é uma entidade com forte presença em vários setores de atuação da juventude. Essa data deve ser um momento para mostrar força e divulgar nossas ideias para a sociedade, filiar milhares de jovens. Enfim, é uma ocasião para realizarmos atividades externas, ocuparmos ruas e praças, demonstrar o lastro político que temos e ampliar nossas relações", finaliza Gavião.

UBES apóia Petrobras e convoca 12° CONEG

Junto com o CONEG acontece o 1º Encontro Latino Americano de Estudantes Secundaristas. Fórum deliberativo da entidade reunirá grêmios para definir as últimas ações desta gestão

No ultimo dia 20 de julho, em reunião da executiva da UBES, a direção da entidade convocou o 12º Conselho Nacional de Entidades Gerais, concomitante, ocorre o 1º Encontro Latino Americano de Estudantes Secundaristas, os eventos acontecerão no Rio de Janeiro em 05, 06 e 07 de Setembro.

Na reunião da diretoria foi aprovado a comissão de programação para o CONEG e o regimento interno do congresso. Diversos temas foram tratados na reunião, entre eles: A Petrobras e a importância das empresas estatais, a defesa do investimento do Pré-sal na Educação, além das defesas da soberania nacional e do patrimônio público.

A entidade, em conjuntura, declara apoio a Petrobras, pois entende a importância da estatal para o desenvolvimento do país, tal como a exploração do pré-sal em beneficio da sociedade brasileira, implicando seus recursos a educação. A UBES ainda declara seu apoio ao blog da estatal como fonte de informação e combate ao monopólio da grande mídia.

A UBES ainda ressalta os avanços que o pais teve na educação. Continua sua luta em defesa do fim do vestibular, do REUNE, PróUni e defende políticas publicas e metas para 1ª Conferência Nacional de Educação. Por fim, a entidade ainda aprovou a bandeira de comemoração ao dia do estudante em 11 de agosto, data em que estudantes do Brasil inteiro vão para ruas defender as bandeiras da jornada de lutas da entidade.

Fonte: Do EstudanteNet

30 julho 2009

Presidente da UNE responde aos ataques da mídia

O tratamento dispensado por parte da chamada grande mídia às organizações do movimento social no Brasil sempre foi o da desqualificação, criminalização e combate aberto. Com a UNE a situação não é diferente, mas houve, no último período, uma elevação no tom maldoso e até inescrupuloso com o qual esses veículos têm tratado a entidade que representa os estudantes universitários brasileiros.

A UNE acaba de sair do seu 51º Congresso, um dos mais importantes e o mais representativo da sua história. Mais de 2300 instituições de ensino superior elegeram representantes a este fórum, contabilizando as impressionantes marcas de 92% das instituições envolvidas, mais de 2 milhões de votos nas eleições de base e de 4 milhões e meio de universitários representados.

Nosso Congresso mobilizou estudantes de todo o país, que por cinco dias debateram o futuro do Brasil – a Popularização da Universidade, Reforma Política, Democratização da Mídia, Defesa do Pré-Sal, etc. Se a imprensa brasileira trabalhasse a favor da democracia, esses assuntos seriam manchete em todos os jornais, rádios e canais de televisão e a disposição da juventude em lutar por um país melhor seria divulgada.

No entanto, estes veículos nos dedicaram tratamento bem diferente nestas duas últimas semanas. Cumprindo com fidelidade o ensimanento de Goebbels – uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade – a mídia escandalosamente busca subterfúgios para atacar a UNE, taxando-a de governista, vendida, aparelhada e desvirtuada de seus objetivos. Com isso, tenta impor a todos os seus pontos de vista, sem qualquer mediação ou abertura para apresentar o outro lado da notícia.

Uma destas grosserias tem a ver com o recebimento de patrocínios de empresas públicas por parte da entidade. A UNE nunca recebeu recurso público para aplicá-lo no que bem entendesse. Recebe sim, e isto não se configura em nenhuma irregularidade, apoio para a construção de nossos encontros. Tampouco, estas parcerias comprometeram as posições políticas da entidade. Não nos impediu, por exemplo, de desenvolver uma ampla campanha – com cartazes, debates, passeatas e pronunciamentos – exigindo a demissão de Henrique Meirelles da presidência do Banco Central, que foi indicado por este mesmo governo. Não nos furtamos de apresentar nossas críticas ao MEC por sua conivência ao setor privado da educação, como no caso do boicote que convocamos ao ENADE por dois anos consecutivos.

Mas, onde estavam os jornais, as TV’s, rádios e revistas para noticiar essas manifestações? Reunimos, em julho de 2007, mais de 20 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios para pedir mudanças na política econômica do governo Lula e nenhuma nota foi publicada ou divulgada sobre isso.

Os mesmos jornais que se horrorizam com o fato de termos recebido recursos para reunir 10 mil estudantes de todo o Brasil não parecem incomodados em receberem, eles próprios, um montante considerável de verbas publicitárias do governo federal. Em 2008, as verbas públicas destinadas para as emissoras de televisão foram de R$ 641 milhões, já os jornais receberam quase R$ 135 milhões.

Ora, por qual razão os patrocínios recebidos pela UNE corrompem nossas ideias enquanto todo este recurso em nada arranha a independência destes veículos? A UNE desafia cada um deles: declarem que de hoje em diante não aceitam um centavo em dinheiro público e faremos o mesmo! De nossa parte temos a certeza que seguiremos nossa trajetória!

Com certeza não teremos resposta. Pois não é esta a questão principal. O que os incomoda e o que eles querem ocultar é a discussão sobre o futuro do Brasil e a opinião dos estudantes.

Não querem lembrar que durante a década de 90 os estudantes brasileiros – em jornadas ao lado das Centrais Sindicais, do MST e de outros movimentos sociais - saíram às ruas para denunciar as privatizações, o ataque ao direito dos trabalhadores e a ausência de políticas sociais. Que foram essas manifestações que impediram o governo Fernando Henrique Cardoso de privatizar as universidades públicas através da cobrança de mensalidades.

Não reconhecem que após a eleição do presidente Lula, a UNE manteve e ampliou suas reivindicações. Resultado delas, conquistamos a duplicação das vagas nas universidades públicas, o PROUNI e a inédita rubrica nacional para assistência estudantil, iniciando o enfrentamento ao modelo elitista de universidade predominante no Brasil. Insinuam que a UNE abriu mão de suas bandeiras históricas, mas esquecem que não há bandeira mais importante para a tradição da UNE do que a defesa de uma universidade que esteja a serviço do Brasil e da maioria do nosso povo!Não se conformam com a democracia, com o fato de termos um governo oriundo dos movimentos sociais e que, por esta trajetória, está aberto a ouvir as reivindicações da sociedade.

A UNE não mudou de postura, o que mudou foi o governo e o Brasil e é isso que os conservadores e a mídia que está a serviço desses setores não admitem. Insistem em dizer que a UNE nasceu para ser ‘do contra’. Rude mentira que em nada nos desviará de nossa missão!

Saibam que estamos preparados para mais editoriais, artigos, comentários e tendenciosas ‘notícias’. Contra suas pretenções de uma sociedade apática, acrítica e sem poder de contestar os rumos que querem impor ao nosso país, eles enfrentarão a iniciativa criativa e mobilizadora dos estudantes na defesa de um novo Brasil. Há de chegar o dia em que teremos uma comunicação mais justa e equilibrada. A UNE e sua nova diretoria está aqui, firme e a disposição do verdadeiro debate de rumos para o Brasil!

Augusto Chagas

Presidente da UNE

* Artigo originalmente publicado no site da revista Carta Capital

Veja as fotos e tudo que rolou no 51°Congresso da UNE

Galera do Movimento "DA UNIDADE VAI NASCER A NOVIDADE"


Debates lotados no 51°Congresso da UNE, estudante preocupados com o rumo do país.


Manifestação da UNE em defesa da petrobras e do pré-sal

Galera de Santa Catarina no 51°Congresso da UNE









UJS confirma vitória e elege Augusto para presidir a UNE e "aprofundar as mudanças"

Ao obter 72% dos votos e eleger, no último domingo, em Brasília, o presidente da UNE para o próximo biênio, a chapa "Aprofundar as Mudanças" alcançou um feito histórico para o movimento estudantil. Ao final da gestão de Augusto Chagas, em 2011, a União da Juventude Socialista terá completado 20 anos à frente da entidade.

O fato foi confirmado com os 2018 votos obtidos pela coalizão que baseou suas propostas na luta pela vitória das forças progresistas em 2010. O resultado foi suficiente para a conquista da maioria das diretorias da entidade na próxima gestão.

Militante da UJS e do movimento Da Unidade Vai Nascer a Novidade, o estudante da USP Augusto Chagas assume a entidade com desafios de pressionar pela aprovação da proposta de Reforma Universitária elaborada pela UNE, mobilizar a base da UNE para discutir e apoiar um projeto de desenvolvimento que contemple os anseios populares nas eleições presidenciais e fortalecer ainda mais a rede do movimento estudantil na luta pelos interesses dos estudantes.

A soma de forças que levou à vitória contou com os movimentos Da Unidade Vai Nascer a Novidade (UJS e independentes), Mutirão (Juventude Pátria Livre), Kizomba (Democracia Socialista), JSB, JS-PDT, JMDB e Mudança e conquistou 2018 votos, obtendo 13 dos 17 postos na executiva da entidade.Em segundo lugar ficou a chapa "Oposição de Esquerda", que congrega correntes ligadas ao PSol e ao Partido Comunista Revolucionário (PCR), com 410 votos e dois cargos na executiva. A terceira colocada reuniu, "MUDE", que reuniu as correntes petistas Construindo um Novo Brasil (CNB), Articulação de Esquerda e O Trabalho, conquistou o apoio de 354 delegados e obteve também dois postos.

Outras três chapas ainda forma inscritas e tiveram, juntas, 20 votos, enquanto foram cinco os nulos e dois os votos em branco.Em seu discurso de candidato, Augusto Chagas exaltou a coragem do movimento estudantil em não se dobrar perante as adversidades e enfrentar de maneira altiva às perseguições a que estão sujeitos os que dedicam esforços pela construçãode uma nação melhor. "Uma saudação àqueles e àquelas que acreditaram num novo país, que não se confundiram diante do momento político que vive o Brasil e que não se pautaram pela opinião das elites e seus meios de comunicação e que não se acovardaram diante das dificuldades e ousaram lutar por um mundo melhor", falou.

Vitória da militânciaAntes de entrarem no ginásio para a eleição da nova diretoria, delegados e delegadas do movimento "Da Unidade", o maior presente no Congresso, e militantes da UJS realizaram uma plenária que retratou o esforço dedicado durante a campanha e dedicou a esperada vitória ao desprendimento dos jovens socialistas que a construíram. Para Marcelo Gavião, presidente da UJS, "esse congresso tem a gota de suor de todos os militantes, que tanto trabalham para materializar as ideias e a política da UJS, aceitam ser deslocados de seus estados e, muitas vezes, passar dificuldades em lugares que não conhecem, mas o fazem com a certeza de que lutam por um Brasil melhor e mais justo para todos".

As mulheres no comandoOutro fator a ser destacado na bancada do movimento Da Unidade Vai Nascer a Novidade é o papel das mulheres. Elas são presidentes nas entidades estaduais de Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Pará e Amazonas e, neste Congresso, tinham sua principal representação em Lúcia Stumpf, presidente da UNE na gestão cessante.Lúcia, aliás, na plenária citada, foi efusivamente homenageada pelo seu desempenho à frente da UNE nos últimos dois anos.Congresso representativo e politizadoEste 51º Congresso entra para a história como o mais representativo da UNE: com 5250 delegados eleitos (3001 deles estiveram no Congresso, mesmo em período de férias), representou com suas eleições os alunos de 92% das instituições de ensino superior brasileiras.

A programação contou com o I Encontro de Estudantes do ProUNI e teve a presença do presidente Lula, única vez em que um primeiro mandatário da República participou do Congresso. Aconteceu também um grande ato político, que reuniu estudantes, sindicalistas e representantes de outros movimentos sociais, em defesa da Petrobras e do petróleo, com ênfase na luta para que os recursos da camada de pré-sal, recentemente descobertos, fiquem sob controle nacional e sejam utilizados para atender às demandas sociais do povo brasileiro.

De Brasília,Fernando Borgonovi

UJS tem participação destacada na 61ª Reunião Anual da SBPC

A frente de jovens cientistas da UJS participou ativamente das atividades da 61ª Reunião Anual da SBPC que aconteceram na última semana ( 12 a 17) em Manaus-AM. Além de contribuir com o debate realizado pela Fundação Maurício Grabois, a UJS filiou cerca de 300 jovens cientistas, com a continuação da campanha “Socialismo é Ciência”. Seu panfleto anunciava a construção de um novo amanhã, a partir da poesia “Venho armado de amor” do poeta amazonense Tiago de Mello e conclamava os jovens cientistas, presentes na reunião, a participarem dessa construção. A participação da militância secundarista amazonense foi decisiva para uma boa intervenção da entidade nesse que é o maior encontro dos jovens cientistas de todo o país.

Para Elisangela Lizardo, diretora de jovens cientistas da UJS e diretora da Associação Nacional de Pós-Graduandos, “essa foi sem dúvida a maior e a mais qualitativa atividade da União da Juventude Socialista na Reunião Anual da SBPC. Não à toa, dialogamos com centenas de jovens cientistas de todo o país.”

ANPG tem participação ativa na 61ª Reunião Anual da ANPG

A Associação Nacional de Pós-Graduandos participou ativamente das atividades da 61ª Reunião Anual da SBPC. Através da atuação de 3 diretores – Luisa Barbosa, Elisangela Lizardo e Fabio Plut; do presidente da ANPG, Hugo Valadares; e da comissão Pró-APG da UFAM, a ANPG, entidade representativa dos pós-graduandos brasileiros, teve participação destacada desde a abertura até a plenária final da Reunião.

leia mais www.ujs.org.br

Movimento "Da Unidade" lança Augusto Chagas à presidência da UNE

Em reunião realizada nesta terça-feira (07/07), o movimento "Da Unidade Vai Nascer a Novidade" decidiu lançar a candidatura de Augusto Chagas para presidir a União Nacional dos Estudantes pelo próximo biênio.

Aluno do curso de Sistemas de Informação da Universidade de São Paulo (Campus Leste), ele presidiu o Diretório Acadêmico da Unesp-Rio Claro e o DCE da UNESP/Fatec. Também foi presidente da União Estadual dos Estudantes de São Paulo por duas gestões.A opinião, definida após acurada análise dos avanços obtidos na atual gestão e projeção dos próximos desafios, foi encaminhada com unidade e agora deve circular o Brasil nas plenárias convocadas pelo movimento "Da Unidade" para o próximo final de semana.

leia mais www.ujs.org.br

Com 79% dos votos, Flávia Calé é eleita nova presidente da UEE-RJ

Flávia Calé, diretora da UNE e estudante de história da UFRJ, foi eleita na tarde deste domingo a nova presidente da União Estadual dos Estudantes do Rio de Janeiro.

O Congresso foi realizado em Volta Redonda, conhecida como a cidade do aço por abrigar a Companhia Siderúrgica Nacional, e teve participação de doze correntes políticas organizadas no movimento estudantil fluminense.Para a disputa da diretoria, três chapas foram inscritas e todas atingiram o número de votos necessários para ingressar na executiva da entidade.

A vitoriosa reuniu militantes da UJS e estudantes independentes que se organizaram no movimento Da Unidade Vai Nascer a Novidade, além das correntes Kizomba (DS), Mutirão (JPL), CNB, Mudança, JS-PDT, JSB e JMDB, e obteve 255 votos, totalizando 82% dos delegados. A ampla chapa conquistou 14 das 17 diretorias que compõem a executiva da entidade.

União da Juventude Socialista repudia o golpe militar em Honduras

A UJS expressa seu repúdio ao golpe militar ocorrido em Honduras no último domingo, 28 de junho de 2009, que arrancou o presidente Manuel Zelaya de seu posto, e manifesta sua solidariedade ao povo daquele país.

O odioso movimento golpista vem na contra-mão da ampliação da democracia na América Latina e mereceu ampla condenação internacional. Leia íntegra da nota.Uma das marcas mais tristes do século XX na América Latina foram as ditaduras militares, instauradas a partir de golpes, mantidas com repressão e intolerância. Foram milhares de jovens, censurados, torturados, desaparecidos e mortos em defesa da independência nacional, pelo direito de lutar. A União da Juventude Socialista nasceu dessa luta pela redemocratização do nosso país e marcadamente nos identificamos com os jovens que tombaram combatendo no Araguaia.

Hoje, vivemos uma nova época, com mais direitos, mais condições para transformar a América Latina em um local melhor para viver. Em nome dos libertadores do nosso país e do nosso continente – Che, José Bonifácio, Osvaldão, Helenira Rezende e tantos outros -, não permitiremos que a violência e a intolerância voltem a calar a vontade do povo. Condenamos veemente o golpe sofrido pelo presidente hondurenho Manuel Zelaya. O seu “erro” foi promover uma consulta ao povo sobre a possibilidade de realização de uma nova constituinte. As mudanças constitucionais por meio de plebiscitos e referendos são muito importantes para a democracia, especialmente em países que tiveram suas histórias marcadas pela falta de participação popular. A Juventude brasileira não permitirá que o século 21 tenha a mesma marca.

Os tempos são outros, a América Latina não tolera mais a imposição e a repressão. Estamos nos tempos de aprofundar nas mudanças, nunca de retroceder, de superar a crise econômica mundial e redesenhar a geopolítica mundial, de integrar o continente e desenvolver as nações com soberania e sustentabilidade, com avanços civilizacionais. Toda a solidariedade ao povo hondurenho. Pela recondução do Presidente Zelaya para cumprir o que o povo determinou nas últimas eleições. Viva a unidade da América Latina.

União da Juventude Socialista

19 junho 2009

Chapa “Da Unidade” vence na Federal do Mato Grosso do Sul

Sex, 19/06/09 12h36

Através da disputa entre as chapas “Da Unidade Vai Nascer a Novidade” - encabeçada pela UJS e composta por acadêmicos de todos os centros da universidade - e a chapa “A UNE é para lutar”, ligada à corrente Articulação de Esquerda - PT, os estudantes da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS escolherem os representantes para o 51° Congresso da UNE, nesta quarta – feira, dia 17. A votação aconteceu durante dia inteiro na universidade, finalizando às 20 horas com um resultado expressivo nas urnas - ao todo, 699 alunos votaram, 30 deles nulos e brancos. A chapa “Da Unidade” obteve 595 votos, totalizando em 5 delegados e “A UNE é para lutar” 74 votos, 1 delegado.
O movimento “Da Unidade Vai Nascer a Novidade” em Mato Grosso do Sul é amplamente composto por várias lideranças estudantis e conseguiu aglutinar os principais DCEs da capital, Campo Grande, fazendo juz ao nome.
Nesta fase final, o movimento reunirá seus militantes e delegados para debater a tese todos os finais de semana. “É a primeira vez que Mato Grosso do Sul organiza uma grande bancada em torno de um movimento. Movimento expressivo não apenas em números, mas também em discussão política em defesa da luta dos estudantes”, relata Rafaela Muniz, coordenadora do movimento em MS.


Mais de 5 mil manifestantes pediram saída da PM da USP








Estudantes, professores e funcionários das universidade de São Paulo (USP), Estadual Paulista (Unesp) e Estadual de Campinas (Unicamp) foram às ruas, nesta quinta-feira (18), reivindicar a retirada da Polícia Militar (PM) do campus da USP, a renúncia da reitora Suely Vilela e o retorno das negociações. De acordo com a organização do ato, mais de cinco mil pessoas participaram da atividade, que saiu da Avenida Paulista em direção ao Largo de São Francisco.
Movimento pede também a reúncia da reitora

''Nossas expectativas foram todas superadas. Esperamos que, com essa demonstração de força, a reitora renuncie, pois está claro que ela não tem condições políticas de permanecer à frente da instituição'', disse Magno de Carvalho, diretor do sindicato dos funcionários da universidade (Sintusp), ao Vermelho.

De acordo com o dirigente a Associação dos Docentes da USP (Adusp), Marcos Magalhães, a presença da PM no campus é uma froma de intimidação e um ''atentado contra o espírito da USP, que é de diálogo e discussão''. O professor afirma que a convocação da polícia tem uma conotação política. ''Eles não foram acionados pela reitora e é uma quebra de um paradigma de que as coisas se resolvem pelo diálogo e não pela força'',

33º Congresso da UCE elege novo presidente

Foi realizado na cidade de Joaçaba, nos dias 13 e 14 de Junho, o 33º Congresso da UCE. Os estudantes catarinenses, ali representados pelos delegados de cada Instituição de Ensino Superior do Estado, elegeram o acadêmico de Direito, Vander Rodermel, o novo presidente da UCE

Vander Rodermel, novo presidente da UCE

Após diversos debates sobre políticas de acesso e permanência ao ensino superior, Reforma Universitária da UNE, ampliação com qualidade das universidades públicas e o cenário político estadual, os estudantes puderam também compreender um pouco mais do papel de cada um na União Catarinense dos Estudantes.

O Congresso contou com a presença do Deputado Federal Claudio Vignatti, relator do projeto de reconstrução do prédio da UNE na Praia do Flamengo e o Deputado Estadual Pedro Uczai, Presidente da Comissão de Educação da Assembléia Legislativa de SC. “Este Congresso é um marco importante para a história da UCE, pois inicia as comemorações dos seus 60 anos, com um olhar para as principais pautas políticas da educação em SC. A principal marca da gestão que se encerra, a regulamentação do Artigo 171 da Constituição Estadual, que prevê bolsas de estudo, será também uma das grandes lutas desta próxima gestão”, declara Clarissa Peixoto, presidente da entidade.

Após os debates quatro chapas se inscreveram, sendo retirada logo em seguida a chapa da ''Juventude Avançando”. A Chapa de nome ''Unidade Popular'' foi eleita com 105 votos. Com 53 votos a chapa ''UCE em Movimento'' e com 13 votos a chapa ''Novos Caminhos''.

Segundo Vander Rodermel, este Congresso consolida ainda mais a UCE e a prepara para as próximas lutas que estão por vir. “Os desafios são muitos, mas não falta disposição para percorrer o Estado, colocar a UCE na sala de aula e dialogar com os estudantes sobre o futuro do ensino superior em nosso Estado. Precisamos fazer com que os estudantes conheçam ainda mais a UCE,e que vejam na entidade um instrumento de força e apoio a todas e todos, na luta por uma educação de qualidade, inclusiva e comprometida com o desenvolvimento catarinense”, afirma.


FONTE VERMELHO
13º Congresso da Associação Matogrossense dos Estudantes Secundaristas elege novo presidente


Rarikan Heven estará a frente da entidade nos próximos dois anos

Nos dias 13 e 14 de junho, ocorreu na cidade de Poconé – MT, o 13º Congresso da Associação Matogrossense dos Estudantes Secundaristas (AME), entidade que completou 62 anos em 2009.
O Congresso reuniu mais de 400 pessoas, contando com representantes das principais cidades de Mato Grosso: Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Pontes e Lacerda, Cáceres, Sinop e São Jose do Povo.

"Na condução desse processo cabe destacar o papel fundamental do ex-presidente da entidade, Celso Cunha, que abriu a AME para as diversas correntes do movimento estudantil, conduzindo um processo transparente e democrático em conjunto com a UBES, sendo um dos principais responsáveis por esse congresso histórico", disse Rarikan Heven, presidente eleito da entidade.
Várias correntes do movimento estudantil marcaram presença no evento, que contou na programação na manhã de sábado com mesa de abertura e debate sobre a Conferência Nacional de Educação.

No período da tarde ocorreram os Grupos de Trabalho que encaminharam as propostas. A atividade tem papel fundamental para impulsionar o movimento estudantil secundarista para as lutas no estado nos próximos dois anos.


Da Redação
9º Congresso da UEE elege seu novo presidente


Durante a plenária final ainda foi escolhida qual será a atuação da UEE-SP nos próximos dois anos


Depois de dois de discussões sobre os rumos do movimento estudantil paulista e comemorar os 60 anos da UEE-SP, estudantes elegeram a nova diretoria executiva da entidade. Com 255 votos, Carlos Eduardo Siqueira Pinheiro foi eleito presidente.


Durante a plenária final ainda foi escolhida qual será a atuação da UEE-SP nos próximos dois anos. Carlos Eduardo tem 24 anos e é estudante de filosofia da Universidade São Judas.
Além disso, o novo presidente já tem uma trajetória dentro do movimento estudantil. Em seu discurso, Carlos ressaltou a importância da gestão eleita no aniversário de 60 anos da UEE-SP e seu papel em combater o neoliberalismo, além, é claro, lutar pelos direitos dos estudantes.
"Nós, nos próximos dois anos, ocuparemos as universidades para colocar os filhos da classe trabalhadora dentro delas. Ocuparemos cada sala de aula para construir uma UEE combativa, de luta e que vai derrotar José Serra", disse ele.


Com todo gás para dar continuidade ao trabalho da entidade, Carlos conversou com o EstudanteNet sobre suas expectativas.


EstudanteNet: Como foi a indicação do seu nome para a presidência da UEE?Carlos Eduardo: Foi uma discussão do próprio grupo, onde foram analisados os pontos positivos e negativos de algumas pessoas. Após essa série de discussões, o meu nome foi eleito por unanimidade dentro da chapa.


Quais são as diretrizes da nova executiva da UEE-SP?Continuaremos lutando pela aprovação do projeto de Reforma Universitária junto com a UNE, lutaremos por todas as resoluções aprovadas no CONEB e conscientizaremos os estudantes de todo o estado da importância da organização e participação dentro do movimento estudantil com a criação de C.A´s e D.A´s. Além disso, temos um grande projeto, semelhante ao da UNE, de levar uma Caravana da cidadania a todo o estado de São Paulo, neste projeto serão abordados diversos temas como cultura, saúde, esporte, entre outros.


Da Redação

30 maio 2009

Estudantes reivindicam saída do reitor da UNEMAT


No último dia 28 de maio, deputados aprovaram, por unanimidade, o requerimento de autoria do deputado Alexandre César que denuncia o reitor da UNEMAT (Universidade do Estado de Mato Grosso), Taisir Karim, por prática de crime de responsabilidade.

O movimento encabeçado por estudantes "Fora Taisir" exige o impeachment do reitor, por possível deflagração baseada na Lei nº 1.079/50 e no artigo 28 da Constituição Estadual
Fora Gilmar Mendes! Buzinaço nacional pela renúncia ou cassação do presidente do STF



Chegou a hora da participação de todos contra o GANGSTER DO STF.


Dia 1º de junho, comemoramos os 25 anos do Comício das Diretas de Brasília e da Sinfonia das Buzinas, realizados em 1º de junho de 1984. Buzine nesse dia, às 18h25, durante 25 segundos. Não aceitamos a permanência de Gilmar Mendes como presidente do STF, ele envergonha o Judiciário Brasileiro.


FORA GILMAR, pede pra sair! Maiores informações, acessem o blog:http://saiagilmar.blogspot.com/Banner acima: produção blog DESABAFO BRASIL.

GM estatizada evidencia o fracasso do capitalismo americano

por Umberto Martins*

A General Motors, outrora o maior símbolo do poderio econômico dos EUA e agora, à beira da concordata, será estatizada. Um “acordoextraoficial” com os credores e o governo Obama, informado peladireção da empresa nesta quinta-feira (28) à Securities and ExchangeCommission (SEC, comissão reguladora da Bolsa de Valores dos EUA),prevê que o Estado assumirá 72,5% das ações da montadora, enquanto osindicato dos metalúrgicos aceitou converter a dívida trabalhista emações, ficará com 17,6%.

O governo esclareceu que se a montadora decidir buscar a proteção dalei de falências americana e receber a aprovação do tribunal defalências para a venda de praticamente todos seus ativos ao Tesouroamericano, a nova empresa apoiada pelo Tesouro americano (New GM)aceitará adquirir tais ativos.

“Governo Motors”

A nova GM já está sendo apelidado pelo povo e também pela mídia de“Governo Motors”. O fato parece traduzir uma fina ironia da história.Quem diria que Tio Sam (logo ele), principal autor da ideologianeoliberal e de um consenso (de Washington) que demonizou aintervenção do Estado na economia e transformou o mercado capitalistanum Deus pagão virtuoso e infalível, seriam constrangidos a negar aspróprias crenças e recorrer aos poderes do leviatã para salvar aquelaque já foi o símbolo de sua decadente indústria.

O governo promete injetar mais 50 bilhões de dólares para ressuscitara GM e viabilizar sua sucessora. Abandonada às próprias leis domercado, a montadora estaria condenada à morte. O colapso dos grandesbancos e principais conglomerados do outrora próspero e exuberantesistema financeiro americano tampouco seria evitado sem a intervençãoda Casa Branca.

Registre-se que o socorro bilionário não se destina a defender osinteresses dos operários e operários da empresa. O plano em cursoobjetiva uma redução substancial dos custos e preconiza o“enxugamento” do quadro de funcionários, o que significa demissões emmassa e a intensificação do deslocamento da produção para o exterior(principalmente China e México), onde a taxa de exploração da força detrabalho (refletida nos baixos salários) é infinitamente maior.

Estado capitalista

Que ninguém se iluda. Os bilhões do Tesouro americano são destinadosao capital e ao capitalismo, não visam minorar o sofrimento dasfamílias operárias. É a mesma lógica que presidiu os pacotes de 1,45trilhão de dólares baixados pelos governos Bush e Obama com opropósito de resgatar o sistema financeiro. Centenas de bilhões dedólares foram canalizados para os mesmos bancos que já desalojaram econdenaram ao olho da rua milhões de trabalhadores e trabalhadoras queperderam seus empregos com a crise, através das ociosas execuçõeshipotecárias.

Somente em abril deste ano, mais de 342 mil pessoas receberamnotificação de despejo, um crescimento de 32% em relação ao mesmo mês do ano passado. Isto continua a ocorrer apesar das promessas de Obama e dos próprios bancos, que especularam com a miséria alheia por meio dos empréstimos denominados “subprime”, de que iriam interromper as execuções. A conduta do governo no socorro ao banco e às montadoras revela o caráter de classe do Estado no capitalismo moderno e prova a mais completa subordinação do poder público aos interesses dos grandes monopólios nos EUA.

Decadência

A melancólica situação da GM, por seu turno, reflete com notávelfidelidade o parasitismo e a decadência da economia norte-americana,que prossegue de mãos dadas com o crescimento desigual das nações e o progressivo deslocamento do eixo da dinâmica da produção industrial edo poder econômico do chamado Ocidente para o Oriente.

Já não restam muitas dúvidas de que o futuro da indústria, inclusiveno ramo automobilístico, está sendo desenhado na Ásia, China, Índia eCoréia, principalmente, além (é claro) do Japão.

De todo modo, a sorte das montadoras nos EUA evidencia também oslimites do modo capitalista de organizar a produção e assinala, emparticular, o fracasso do capitalismo americano. A necessidadeobjetiva de que o Estado assuma as rédeas da economia é tão forte ecandente que, mesmo a contragosto, nem os liberais mais renitentes edogmáticos (estadunidenses e britânicos) podem hoje ignorar oucontornar. A estatização não significa necessariamente socialismo, masé sintomática da falência do capitalismo.

*Umberto Martins, Jornalista, membro da Secretaria Sindical Nacional do PCdoB.
Antônio Capistrano: A Coréia do Norte e os interesses imperialistas

A Coréia do Norte surgiu em 1953 com o cessar fogo da famosa Guerra da Coréia. Com isso o país ficou dividido em duas partes, a Coréia do Norte e a Coréia do Sul, sendo uma comunista, a do Norte e a outra capitalista, a do Sul. A guerra da Coréia nunca terminou apenas se deteve após a assinatura do armistício de 27 de julho de 1953. Isto significa que Estados Unidos e Coréia se encontram em guerra, o governo da Coréia do Norte tenta há anos substituir o acordo de trégua por um tratado de paz definitivo, mas o governo americano não aceita essa proposta, para eles é melhor manter esse estado guerra do que uma paz duradoura.

A hostilidade, na região, alimentou a Guerra Fria por muito tempo, passando a ser um campo de tensão permanente e de experiência de novos armamentos ianques. Até hoje perdura o conflito, há interesse dos Estados Unidos de manter um estado beligerante como forma de permanência das suas tropas na região. Vale salientar que a Coréia do Norte faz fronteira com a China e está localizada próxima do Vietnã que também estava dividido entre o Vietnã do Norte e o Vietnã do Sul. Região geopolítica de suma importância para os interesses imperialistas dos Estados Unidos na Ásia.

leia mais www.vermelho.org.br

Em culturata, mais de 2.500 estudantes pedem reserva de vagas na Paraíba



A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas - UBES e a Associação dos Estudantes Secundaristas da Paraíba – AESP realizaram, no último dia 20 de maio, quarta-feira, uma grande manifestação com mais de 2.500 estudantes a favor da reserva de vagas para alunos de escolas públicas nas universidades públicas.

A “culturata” teve início com a apresentação do grupo de dança de rua do Centro da Juventude de Mangabeira e, logo após, do grupo de capoeira “A Angola é aqui”. Terminadas as apresentações culturais, os manifestantes seguiram para a Universidade Federal da Paraíba, a fim de conseguir audiência com o professor Rômulo Polari, reitor da Universidade Federal da Paraíba.Foi formada uma comissão de 35 estudantes representando as escolas presentes na culturata para discutir a reserva de 50% das vagas da UFPB para os alunos oriundos de colégios públicos.


UJS vence eleições do DCE e de delegados na Funeso, em Olinda

A chapa "Agora Só Falta Você", ampla aliança encabeçada pela UJS e vencedora do Congresso da UEP, ganhou também as eleições do DCE da Fundação de Ensino Superior de Olinda (PE).Num total de 1126 eleitores, a chapa conquistou 781 votos contra 329 da oponente "O tempo Não Para", ligada às correntes petistas Mudança e Articulação de Esquerda.

leia mais www.ujs.org.br

Medo do exemplo: estátua de Che Guevara é retirada do Central Park (NY)


Assassinado há mais de quarenta anos nas selvas bolivianas, com ajuda da CIA, o líder revolucionário Ernesto Che Guevara continua amedrontando os Estados Unidos.

O medo de um exemplo de vida que se impõe é tanto que obrigou o país imperialista até mesmo a retirar uma estátua do argentino que figurava em uma das entradas do famoso Central Park, em Nova Iorque.

De Volta para Casa: Justiça concede a UNE posse definitiva do terreno no Rio


O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro negou, por unanimidade, na terça-feira (26) a apelação proposta pelo estacionamento irregular que invadiu o terreno da sede histórica da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) na Praia do Flamengo, 132, Rio de Janeiro.

A sede funcionou até 1964, quando foi metralhada e incendiada pelos militares. Depois disso, o local foi invadido por um estacionamento clandestino, na década de 1980. A disputa judicial pelo terreno já durava 10 anos. A decisão tem caráter definitivo.''A medida extingue a disputa pela posse do terreno. Não cabe mais nenhum recurso.

A Justiça reafirmou: o terreno pertence a UNE e a UBES'', afirma o advogado das entidades, Márcio André Mendes Costa.“Embora o Estado brasileiro nos tenha devolvido, em 1994, a propriedade do terreno, ainda precisávamos da posse do mesmo para concluir essa etapa do processo. Agora, estamos nos mobilizando para iniciar a reconstrução da sede o quanto antes”, declara Lúcia Stumpf, presidente da UNE.


Fonte: UNE
Chapa "Precisamos de você nesse cordão" vence eleições na Federal de Goiás

A chapa "Precisamos de Você Nesse Cordão", composta pela União da Juventude Socialista e pela JPPL (Pátria Livre), venceu nesta quinta feira a eleição dos delegados para os Congressos da UEE/GO e da UNE na Universidade Federal de Goiás (UFG).

O movimento conseguiu somar 490 votos e eleger seis delegados, num total de 12 possíveis.Outras três chapas concorreram: a chapa ligada ao PCB, que dirige a gestão do DCE, "Da Luta Não me Retiro", somou 302 votos e ficou com três delegados; a "UEE na linha de frente", ligada ao PMDB, obteve 247 votos e também três delegados; a "Reconstrução", do PDT, conseguiu 13 votos e não elegeu para o Congresso da UNE."Foi a principal eleição realizada no estado. Teve ampla participação dos estudantes, conseguimos fazer uma grande divulgação em sala de aula e levar a mensagem da UNE, ampliando o debate e dando visibilidade para os congressos", comemorou Enival Dalat, diretor da UNE responsável pela eleição.

Foi também um processo de disputa politizado, que discutiu temas bastante presentes no movimento estudantil. "Uma das principais pautas foi o Plano Nacional de Assistência Estudantil, que é uma bandeira defendida pela UNE em todo o Brasil e tem muito a ver com a realidade vivida nesta universidade. O projeto de reforma do ensino superior defendido pela UNE e que agora virou projeto de lei no Congresso Nacional também teve muito apelo entre os alunos", completou Dalat.O Congresso da União Estadual dos Estudantes de Goiás acontecerá entre os dias 3 e 5 de julho, em Anápolis.

De São Paulo,Fernando Borgonovi

Niemeyer, aos 101, conclui dois novos projetos e lança livro

O arquiteto Oscar Niemeyer, 101, concluiu dois novos projetos imponentes -uma torre de 60 metros em Niterói (a 15 km do Rio) e o prédio que abrigará em Argel (Argélia) uma biblioteca árabe/sul-americana. Ele ainda lança nesta quarta-feira (27), no Rio, o livro ilustrado Oscar Niemeyer 1999-2009, síntese de sua obra nos dez últimos anos, e o quarto volume de Nosso Caminho, revista trimestral que edita com a mulher, Vera Lúcia.

O maior arquiteto do Brasil:101 anos e cheio de disposiçãoCom 60 metros de altura, avistada a quilômetros quando pronta, a torre em forma de cogumelo foi projetada para ficar a dez passos da baía de Guanabara --e é rara no portfólio do mais consagrado arquiteto brasileiro.

A Prefeitura de Niterói espera obter os R$ 19 milhões para a obra -ou ao menos parte deles- junto à iniciativa privada. Ao projetar a torre, Niemeyer procurava algo para suprir o veto da Igreja Católica, em 2004, à catedral que desenhara para Niterói -projeto do qual se orgulhava; reputava-o como um de seus melhores em décadas de trabalho. Da mesma forma, também não seria erguida a catedral evangélica.

Quase lado a lado, as catedrais seriam destaques do Caminho Niemeyer, prédios do arquiteto ao longo da orla. O primeiro deles, na década passada, foi o MAC (Museu de Arte Contemporânea), grande atração turística brasileira. Também estão prontas uma estação hidroviária, a praça JK, o Teatro Popular (em reforma) e um memorial. Os museus Oscar Niemeyer e do Cinema já têm os prédios erguidos.

''O tal Caminho Niemeyer vinha muito devagar, não havia dinheiro. De modo que, o tempo correndo assim lentamente, a gente vai tendo ideia. O projeto vai se modificando. A torre foi uma coisa que me ocorreu. Estava no meio da baía, lembrei da torre'', disse ele no escritório de Copacabana (zona sul do Rio).

Para acompanhar as obras que estão em andamento, o arquiteto vai toda quarta a Niterói. Também projetou para o local um centro de convenções e uma nova estação de barcas.

''Estou me dedicando muito a essa obra em Niterói. Acho que vai ficar muito bom. O momento não dá ideia. Os prédios estão dentro da praça. No dia em que tivermos a praça completa, os prédios aparecem. Acho que essa obra em Niterói vai ser uma surpresa.

''Já o convite para construir a biblioteca na capital da Argélia veio no início do ano. Na década de 1970, Niemeyer projetou lá uma universidade e uma mesquita. A construção será uma das principais sedes do projeto BibliAspa (Biblioteca América do Sul-Países Árabes), aprovado em 2005, com o objetivo de criar uma rede de centros de divulgação e pesquisa. Ainda não há previsão de construção, conclusão ou custos.

No Brasil, o projeto é dirigido por Paulo Daniel Farah, professor da USP. Tem um portal bilíngue na internet (http://www.blogger.com/). Além da divulgação de textos literários e acadêmicos sul-americanos, árabes e africanos, a BibliAspa Brasil promove cursos e pesquisas sobre temas pertinentes às regiões.

Fonte: Folha de S.Paulo

Cartilha da Mulher é apresentada aos rurais catarinenses

Em recente encontro de mulheres e de jovens rurais, realizado pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Santa Catarina (Fetaesc), a vice-presidente estadual da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Raquel Felau Guisoni, fez o lançamento da cartilha ‘A mulher no mundo do trabalho’. Na ocasião, também foram distribuídas camisteas da CTB.
A publicação é um diagnóstico da atual situação da mulher trabalhadora, destacando os avanços e as dificuldades ao longo das últimas décadas no país.Segundo a coordenadora da Comissão de Mulheres da Fetaesc, Maria das Graças Darós, que ocupa também o cargo de secretaria geral na sessão estadual da Central, “em Santa Catarina, o movimento sindical dos trabalhadores rurais está se destacando em participaçã na CTB” e os preparativos agora são para o Congresso Estadual que acontecerá nos dias 21 e 22 de agosto, na sede da Fetaesc que tem boa infra-estrutura para o evento.Já o 2º Congresso Nacional da CTB, deve acontecer entre os dias 24 e 26 de setembro deste ano, no Pavilhão de Eventos do Anhembi, em São Paulo.

Marta Gerra - Assessoria de Imprensa da Contag
UNE defende reforma universitária em Fórum Nacional

A União Nacional dos Estudantes (UNE) participou do Fórum Nacional de Ensino Superior (FNES), que terminou nesta terça-feira (26), em Brasília (DF). O Fórum, aberto no domingo (24), foi convocado pelo Ministério da Educação (MEC) com o objetivo de reunir em um documento as principais diretrizes do país que serão debatidas na Conferência Mundial de Educação Superior, promovida pela Unesco, marcada para acontecer nos dias 6, 7 e 8 de julho deste ano, em Paris, França.

Entre as principais propostas que a entidade levou para o evento está o seu projeto de reforma universitária, que foi recentemente transformado em projeto de lei na Câmara dos Deputados. A proposta é baseada no Manifesto de Córdoba, de 1918, quando estudantes tomaram às ruas da cidade Argentina e conquistaram grandes vitórias na qualidade do ensino.

O movimento se espalhou por toda a América Latina e até hoje serve de base para as reformas universitárias. Os principais pontos da reforma são: a regulamentação do ensino superior privado no país e a não mercantilização do ensino.

A UNE também apresentou preocupação de não incluir o ensino entre nas diretrizes da Organização Mundial do Comércio (OMC) por não ser classificado como simples mercadoria. Como representante da Organização Continental Latino-Americana e Caribenha de Estudantes (OCLAE) no fórum, a entidade mostrou o documento final do encontro da Organização ocorrido em maio, em Cuba, em que as entidades nacionais de representação estudantil de toda a América Latina se reuniram numa plataforma única, que será levada à Conferência Mundial.

Brasil na Unesco

“Esse Fórum é muito importante, pois a Conferência Nacional de Educação só acontecerá em 2010. Dele sairão as propostas tanto para a Conferência Mundial como também para a Nacional de 2010, além da articulação para que o país tenha um candidato próprio para assumir a Unesco", ressalta Lúcia Stumpf, presidente da UNE, referindo-se ao fato de a Comissão de Relações Exteriores do governo ter desistido de indicar um dos dois brasileiros para a candidatura ao cargo e apoiado o ministro da Cultura do Egito, Farouk Hosni.

Os candidatos brasileiros eram o diretor-geral adjunto da organização internacional, Márcio Barbosa, e o senador Cristovam Buarque (PDT-DF). A UNE defende que a sociedade civil seja consultada pelo governo federal sobre a indicação desse representante.

De BrasíliaCom informações da UNE

Ampla chapa liderada pela UJS vence Congresso da UEP

Uma ampla coalizão de forças atuantes no movimento estudantil pernambucano compôs a chapa "Agora Só Falta Você", que venceu com 212 votos o 37º Congresso da União dos Estudantes de Pernambuco Cândido Pinto (UEP) e elegeu a estudante de direito da Universidade Federal de Pernambuco Vírginia (Vic) Barros como presidente da entidade.

Desta frente, liderada pela UJS, participaram também a CNB, a DS, a JPPL, a JPSB (cujo movimento chamava "Madeira de Lei"), a Via Alternativa e Geração Estudantil.

Leia mais www.ujs.org.br

UJS Vence Eleições na UMESC

Após alguns anos inativa e por uma iniciativa da UJS, a UMESC finalmente retorna ao seu papel de entidade independente e organização máxima do movimento estudantil em Canindé.

Na noite de quarta-feira (20), aconteceu o congresso de reconstrução da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Canindé – UMESC. E foi por volta das 18h em que o movimento estudantil canideense começou a escrever as novas páginas da política estudantil da cidade, num congresso em que estavam presentes alunos de todas as escolas estaduais.

Movimento “Da Unidade Vai Nascer a Novidade” divulga manifesto para o Congresso da UNE

O movimento "Da Unidade Vai Nascer a Novidade" lança seu manifesto ao 51º Congresso da União Nacional dos Estudantes e faz um chamado à formação de um amplo campo político capaz de colocar a entidade como protagonista nas lutas pelo desenvolvimento soberano do país, pela radical democratização e qualificação da universidade brasileira e pelo fortalecimento do movimento estudantil e da UNE.

Leia e divulgue o manifesto do movimento "Da Unidade Vai Nascer a Novidade" - Um chamado ao movimento estudantilManifesto do movimento "Da Unidade Vai Nascer a Novidade" - Um chamado ao movimento estudantil

leia mais www.ujs.org.br
MEC homologa obrigatoriedade das aulas de filosofia e sociologia no ensino médio

O parecer que torna filosofia e sociologia disciplinas obrigatórias no ensino médio foram homologadas pelo ministro da Educação, Fernando Haddad. A medida torna obrigatória a inclusão das duas matérias no currículo do ensino médio em todo o país, ampliando o que já era praticado em 17 Estados. As escolas terão um ano para incluir a filosofia e a sociologia na grade curricular. Para a UBES, as disciplinas ensinam a pensar, mas deve haver a preocupação de como serão ministradas

Leia mais http://www.ubes.org.br/

UJS vai a Cuba e participa de intensa agenda de atividades de Solidariedade Internacional

Sáb, 16/05/09 11h50
A agenda foi intensa: reunião do Conselho Geral da Federação Mundial das Juventudes Democráticas, reunião regional da mesma, Encontro Juvenil em Solidariedade aos 5 heróis cubanos presos nos EUA, visita à Escola Latino-Americana de Medicina (ELAM).

Representaram a União da Juventude Socialista, Marcelo Gavião e Titi Álvares, presidente e diretora de formação e solidariedade internacional.Cerca de 50 organizações de todos os continentes participaram da reunião do Conselho da FMJD. Seu principal tema foi a realização do próximo Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes – FMJE.

Leia mais www.ujs.org.br

Estudantes do Vale do São Francisco vãos às ruas por Reserva de Vagas e Fim do Vestibular

Seg, 18/05/09 10h07

Nesta última terça (12/05), as entidades UNE, UEP, UBES, DCE UNIVASF, UESP, UEB, DCE UPE organizaram um ato público nas ruas de Petrolina (PE) em defesa da Reserva de Vagas e pelo fim do vestibular.A manifestação, que reuniu cerca de 500 estudantes, ocupou as ruas de Petrolina em direção à UNIVASF (Universidade Federal do Vale do São Francisco), defendendo a Reserva de Vagas, a democratização do acesso à Universidade, a ampliação dos investimentos para a educação e apresentando a Conferência Nacional de Educação como fórum para o aprofundamento de tais debates.
Leia mais www.ujs.,org.br

Movimento "DA UNIDADE VAI NASCER A NOVIDADE" elege seus delegados e suplentes na UNOESC São Miguel Santa Catarina.


Movimento "DA UNIDADE VAI NASCER A NOVIDADE" elege seus delegados e suplentes na UNOESC São Miguel Santa Catarina.

" DA UNIDADE VAI NASCER A NOVIDADE" é eleita na UNOESC São Miguel do Oeste, mesmo sendo chapa única, as eleições foram muito tensas, pois o grupo que dirige atualmente o DCE, está totalmente desligado dos fóruns de discussão do movimento estudantil local, estadual e Nacional, tentaram boicotar o processo de eleição dos delegados e suplentes "DA UNIDADE VAI NASCER A NOVIDADE".

Congresso da UNE: 'De Que lado' vence eleições na PUC Minas


Sex, 15/05/09 13h12
O Movimento “De que lado você samba?” – ampla frente formada pela União da Juventude Socialista (UJS), Kizomba e estudantes ligados aos CAs e Das – venceu nesta quarta-feira (13) as eleições realizada na PUC-Minas para o Congresso Nacional da UNE, obtendo 75,5% dos votos válidos. Com esta porcentagem, o movimento indicará 18 dos 24 delegados que irão representar a universidade no 51º Conune e 36 dos 48 delegados para o 41º Congresso da União Estadual dos Estudantes (UEE-MG).

“É importante ressaltar o nosso trabalho à frente das entidades estudantis na PUC. Os estudantes nos conhecem, sabem que nosso trabalho é sério e que estamos mudando a vida estudantil de cada um aqui dentro, buscando cada vez mais a participação dos estudantes. Foi histórica essa eleição”, afirma Angélica, diretora do DA de Serviço Social. A eleição dos delegados na PUC-Minas para o congresso da UNE antecedeu em duas semanas a eleição do DCE, marcadas para os próximos dias 27 e 28 de maio.

Leia mais www.ujs.org.br
Unidade marca eleição para o DCE da UNIFIEO em Osasco

Qui, 14/05/09 15h21

Com o tema “De que lado você samba?” os estudantes do Centro Universitário UNIFIEO em Osasco, lançaram a tese que irá disputar as eleições para o Diretório Central dos Estudantes- Ernesto “Che” Guevara. Tendo participação destacada, a UJS uniu grandes forças do movimento estudantil, como a JSB e correntes ligadas ao PT em prol de uma ação comum dentro do DCE. A chapa tem como propósito apagar a imagem negativa da última gestão que, por problemas internos na diretoria, acabou não cumprindo seu devido papel, prejudicando o trabalho do DCE.

Atrelados ao Congresso da UNE e UEE-SP, a tese “De que lado você samba?” promete buscar grande participação dos estudantes, para construir um DCE cada vez mais forte, podendo assim cumprir os anseios da classe estudantil, sempre lutando por democracia e melhorias na qualidade do ensino privado.

O principal desafio do DCE, que representa mais de 17 mil alunos atualmente, é colocar os estudantes da Universidade no centro do debate do movimento estudantil universitário, fortalecendo a Instituição e o movimento estudantil em geral.

Rodrigo Aversa, estudante de geografia é uns dos lideres da chapa, e afirma que uma das prioridades é trazer o CUCA da UNE, promovendo assim uma grande integração entre os artistas e alunos da Universidade.As eleições estão marcadas para o próximo dia 28 de maio, e o debate já começou a movimentar a universidade, e com espírito de Unidade, a tese “De que lado você samba?” tem papel decisivo na luta dos estudantes do UNIFIEO.

Rodrigo Aversa, aluno de Geografia da UNIFIEO

Estudantes mato-grossenses ocupam reitoria pelo fim do vestibular

No dia 11 de Maio, mais de 1000 estudantes secundaristas e universitários ocuparam a UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso) para pedir o fim do vestibular.

Os estudantes levaram faixas e bandeiras pedindo que o vestibular seja seriado, como é a proposta das entidades estudantis, e que esse novo exame seja acompanhado da reserva de vagas para alunos de escolas púlicas. Segundo o diretor da UNE Pablo Rodrigues, "qualquer proposta que supere o modelo atual de acesso à universidade é bem-vindo". Rarikan Heven, diretor da UBES, salientou que "essa foi a terceira atividade da UBES relacionada ao vestibular no estado.
Estamos construindo um movimento que não vai parar até conseguirmos uma universidade com acesso democrático". Durante o ato, os estudantes liderados pela UBES adentraram a reitoria para levar suas propostas, sendo que a reitora demonstrou simpatia por várias delas.
A manifestação foi organizada pela UBES, UNE, ACES (Associação Cuiabana dos Estudantes Secundaristas) e a AME (Associação Matogrossense dos Estudantes Secundaristas) e pelos grêmios estudantis que, em sua maioria, são favoráveis à proposta da UBES de vestibular seriado.

Última atualização ( Qua, 13/05/09 17h57 )

UJS Vence Congresso da AMES-RIO

No dia 9, ocorreu o XX Congresso da Ames (Associação Municipal dos Estudantes Secundaristas do Rio de Janeiro), no Cetep República, dentro do CEI de Quintino. O movimento “Agora só falta você”, integrado pela UJS, elegeu a nova presidenta da entidade, Tainá – estudante do colégio Pedro II Tijuca.

Tainá é a nova presidente da Ames

O congresso teve a participação em sua plenária final de 45 escolas e 106 delegados credenciados, sendo que passaram pelo congresso cerca de 700 estudantes. Uma marca importante foi a participação de diversas forças políticas. Além da UJS, participaram também PDT, Mudança (PT), Construindo um Novo Brasil (PT), PSB, UJC e PSOL, sendo que os dois últimos não integrarão a nova direção da Ames-Rio

O congresso foi uma vitória para a Ames e para o movimento estudantil do Rio que sai forte e renovado para as batalhas que o movimento terá pela frente como meia-entrada, passe-livre, fim do vestibular, mais investimento para educação e eleição direta para diretor, bandeiras essas aprovados no congresso.

A diversidade na sua programação foi outro ponto importante, com oficina de Rap, grafite e teatro, contando também com o cinema do Movimento. No debate, a marca foram os grupos de discussão, sobre educação, cultura, opressões e movimento estudantil.A entidade completa, em 2009, 70 anos, tendo em sua história marcas importantes, como a fundação da UBES (União Brasileira dos estudantes Secundaristas) e sobrevivendo a ditadura militar, entre outras memoráveis lutas do movimento popular.

Estudantes fecham entrada da reitoria da UFPE

O objetivo da manifestação é impedir que o Enem seja a única forma de ingresso a universidadeSecundaristas e estudantes de cursinhos pré-vestibular realizaram na última sexta-feira (8) o protesto em frente à reitoria da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) com o objetivo de impedir que a universidade adote o Enem como único critério de ingresso.
Os estudantes estão com faixas, cartazes e nariz de palhaço, além de apitos. A manifestação é coordenada pela União dos Estudantes Secundaristas de Pernambuco (Uespe), UBES e Associação Recifense dos Estudantes Secundaristas (Ares).

O reitor da UFPE, Amaro Lins, defende que a instituição adote o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como primeira etapa do vestibular. Uma segunda fase seria realizada pela universidade, em janeiro de 2010, com provas de disciplinas específicas, de acordo com o curso pleiteado pelo candidato, mais um teste de língua estrangeira. Não haveria redação, pois o Enem já tem a prova. Esse modelo será defendido por Amaro na reunião.

Fonte:
Da RedaçãoCom portal JC on line

09 maio 2009

Congresso aprova o projeto de reforma universitária da UNE

Nesta terça-feira (6), a Comissão Especial da Reforma Universitária da Câmara aprovou o projeto de reforma universitária da UNE. Os pontos foram discutidos em janeiro no Congresso das Entidades de Base, CONEB, em Salvador.

Entre as mudanças estão a criação do Estatuto da Autonomia para a Universidade Pública e uma regulamentação para a Universidade Privada. A UNE também reinvindica que 10% do PIB brasileiro seja revertido a educação e que deste total, 75% seja aplicado nas Instituições de Ensino Superior. Além disso, devem ser destinados à educação pública 50% da receita da exploração da camada pré-sal de petróleo.

UJS vence eleições para DCE da Universidade de Passo Fundo, no RS

Após mais de 10 anos nas mãos de representantes da direita conservadora, finalmente o Diretório Central de Estudantes (DCE), da Universidade de Passo Fundo – RS, volta a ser comandando por integrantes do movimento estudantil ligado a UJS (União da Juventude Socialista).Após 20 dias de uma acirrada campanha eleitoral, que colocou frente a frente o conservadorismo da chapa da situação e a coragem de mudança da chapa 2, de oposição, encabeçada por Antônio Antunes, do curso de Educação Física, a eleição do último dia 7 de maio teve um resultado avassalador para os representantes da juventude socialista.

leia mais www.vermelho.org.br

Adiada votação da redução da maioridade penal

A votação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que trata da redução da maioridade penal de 18 para 16 anos ficou para a próxima semana, após um pedido de vista encabeçado pelo senador Aloisio Mercadante (PT-SP) na CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) do Senado. As entidades estudantis consideram a proposta é conservadora já que, ao invés de pensar propostas mais inteligentes para a crise de segurança pública por qual o país, preferem dar à sociedade uma resposta paliativa, "um remédio sem efeito", que no futuro poderá ser muito mais prejudicial.

O que mudou na Lei Rouanet

Portaria assinada pelo ministro da Cultura, que visa a desburocratizar o dispositivo de fomento federal, divide opiniões entre produtores locaisUm "canetaço" com a finalidade – mesmo que minimamente – de reduzir a burocracia na inscrição de projetos dentro da Lei Rouanet de incentivo.

Assim pode ser analisada a Portaria nº 54, assinada pelo ministro da Cultura, Juca Ferreira, e publicada em 5 de setembro no Diário Oficial da União. De prático, a nova portaria elimina algumas exigências como, por exemplo, a apresentação de documentos de cessão de direitos autorais no ato de inscrição dos projetos. A partir de agora, será necessária apenas a apresentação de carta de anuência (consentimento) do proprietário ou detentor de direitos.

Leia mais www.une.org.br
Maio, mês decisivo nos rumos da campanha ao Congresso da UNE Qua, 06/05/09 16h23

O mês de maio é definidor para a campanha do 51º Congresso da UNE. É nesse mês que se concentram grande parte das eleições nas maiores universidades e mesmo alguns congressos de entidades estaduais.

Estar bem situado na batalha significa combinar o tempo de montar comissões de estudantes e atingir mais universidades com realizar os processos eleitorais e impedir que todos se acumulem para as últimas semanas.

Boa viagem Mestre Boal

Eu o conheci pessoalmente a cerca de seis ou sete anos quando veio para Ribeirão no teatro de Arena para explicar sobre a técnica do teatro do oprimido, na época eu fazia teatro e me surpreendi com esse teatro revolucionário, morre o homem, mas fica o seu legado e exemplo de homem de luta e perseverança por um mundo melhor, vai deixar saudades...

Por Fábio Henrique Granados Sardinha

30 abril 2009

Central de Trabalhadores de Cuba pedirá fim do bloqueio


A Central de Trabalhadores de Cuba (CTC) anunciou que pedirá amanhã aos Estados Unidos o fim do embargo econômico ao país, durante a comemoração do Dia Internacional do Trabalho, dedicado ao 50º aniversário da Revolução Cubana, que levou Fidel Castro ao poder da ilha.

"Pediremos mais uma vez, energicamente, ao governo dos Estados Unidos a eliminação do bloqueio econômico contra nosso país, que é criminoso, genocida e não tem motivo algum para perdurar", informou a CTC.

O presidente cubano, Raúl Castro, afirmou, na quarta-feira, que seu país "não tem que fazer gestos" de boa vontade para iniciar o diálogo com Washington, já que "o bloqueio (econômico) ficou intacto", após a decisão do presidente Barack Obama de eliminar as restrições a viagens e envio de remessas à ilha.

Para o mandatário cubano, essas medidas "apesar de positivas, têm um alcance mínimo". Durante os festejos de amanhã, também será pedida a liberdade dos cinco agentes cubanos que foram condenados nos Estados Unidos por espionagem, em 2001.

A central operária também irá comemorar seus 70 anos de existência. "Nós nos sentimos orgulhosos de poder mostrar que nossos trabalhadores e suas famílias têm educação e saúde gratuitas com qualidade, empregos dignos e seguridade social, conquistas que muitas pessoas no mundo nem sequer sonham", ressaltou a organização.

A CTC afirmou que será celebrado amanhã o "espírito de luta e capacidade de resistência" dos cubanos, assim como "o compromisso de trabalhar com maior consagração ao trabalho, com mais produtividade e eficiência".

Para a manifestação, foram convidados 2 mil representantes de movimentos operários de 80 países.

Fonte: Ansa

1º de maio: Movimentos sociais ocupam as ruas do país em defesa do trabalhador

A Coordenação dos Movimentos Sociais convoca a população neste 1º de Maio para participar as manifestações que marcam o Dia do Trabalhador. Entidades do movimento social se unem para atos públicos em diversos estados do Brasil. A UNE é uma entidade que faz parte da Coordenação dos Movimentos Sociais e está alinhada aos pensamentos que defendem essa forma de atuação, por isso apóia os atos que buscam afirmar a luta dos trabalhadores.

leia mais www.une.org.br

Começa amanhã (1) 3º Encontro de Mulheres Estudantes da UNE em BH

Evento se consolida como espaço importante para as discussões sobre as questões feministas e denúncias de machismo nas universidades

Acontece entre os dias 1º e 3 de maio o 3º Encontro Nacional de Mulheres Estudantes (EME) da UNE, em Belo Horizonte, Minas Gerais. O encontro tem como foco debater e combater as manifestações de machismo que ocorrem no ambiente universitário.

Sua terceira edição consolida um importante espaço de debate dentro do movimento estudantil para a construção de uma agenda que rompa com o machismo que atinge as mulheres estudantes.

O EME faz parte da campanha "As mulheres transformando a universidade", lançada no dia 4 de abril, na cidade do Rio de Janeiro. A campanha tem como principal objetivo provocar um processo de debates em torno das questões feministas nas universidades, além da mobilização para o encontro. Uma das questões atuais que serão abordadas no EME é a crise econômica internacional que atinge principalmente as minorias, como as mulheres. Outro ponto bastante importante são as denúncias de manifestações de machismo que ocorrem durante as calouradas, trotes, cartazes de festas e encontros universitários.

leia mais www.une.org.br

UNE promove 2º Encontro Nacional de Estudantes Negros, Negras e Cotistas

As informações sobre alojamento, inscrições e organização podem ser obtidas no blog da Diretoria de Combate ao Racismo

Um espaço privilegiado de debate e convergência sobre os impactos da adoção de Políticas de Ações Afirmativas para a população afrodescendente no ensino superior brasileiro. Assim pode ser definido o Encontro Nacional de Estudantes Negros, Negras e Cotistas da UNE (ENUNE). A segunda edição do evento acontece entre os dias 5 e 7 de junho na Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Segundo o Diretor de Combate ao Racismo da UNE, Herlom Miguel, o ENUNE é um importante espaço de formação e vai privilegiar debates em torno do acesso e permanência dos estudantes negros e negras ao ensino superior. A expectativa é de um excelente encontro com universitários e secundaristas de diversas regiões do país, afirma o diretor.

"O Movimento Estudantil tem como responsabilidade pautar na agenda política brasileira esta que é talvez a mais antiga e grave nuance da questão social do Brasil – o racismo. As ações de combate ao racismo precisam ser acompanhadas de uma série de outras medidas universalizantes para reformarem a educação secundária e universitária", disse Herlom Miguel.

As informações sobre alojamento, inscrições e organização podem ser obtidas através dos emails: enune2009@gmail.com, miguelbahia@gmail.com, liliane@gmail.com; além do blog da Diretoria de Combate ao Racismo da UNE:


Da Redação

Será em São Paulo o 37º CONAP da ANPG

Nos próximos dias 30 e 31 de maio, a Associação Nacional de Pós-graduandos (ANPG), entidade representativa dos pós –graduandos brasileiros (lato e stricto sensu), realizará o seu 37º CONAP (Conselho Nacional de APGs), na cidade de São Carlos.

O Conselho Nacional de APGs é uma instância deliberativa, consultiva e fiscal da ANPG. É composto pela diretoria da ANPG, pelas APGs, Federações de Curso, Associações de Médicos Residentes, e comissões Pró-APGs de cada instituição de ensino superior ou instituição de pesquisa que contenha pós-graduação. É um instrumento extremamente importante de articulação do MNPG, de atuação da ANPG e defesa de seus objetivos.

A ANPG atua para a defesa dos interesses dos estudantes pós-graduandos e pelo progresso científico do Brasil. É a ponta nacional de uma rede de APGs – associações de pós-graduandos de cada universidade/instituição de ensino – que estão espalhadas no território nacional.

Para Hugo Valadares, presidente da ANPG e militante da UJS, “esse é um momento chave para nós, já que acabamos de sofrer um duro corte no orçamento do Ministério de Ciência e Tecnologia. Os pós-graduandos precisam ter uma atitude propositiva e combativa, que busque saídas para o projeto de pós-graduação que queremos”.

O desafio para a militância da UJS é ainda maior. Ao longo da história de lutas de nossa entidade sempre esteve presente a defesa de uma pós-graduação de qualidade e do desenvolvimento da pesquisa no Brasil, visando a soberania do povo brasileiro.

A construção de uma sociedade mais justa e fraterna passa, necessariamente, por um projeto avançado para a ciência e tecnologia no Brasil. A UJS, conectada a este objetivo, age através do coletivo de jovens cientistas para garantir esses avanços.

Mais informações no portal nacional da UJS – www.ujs.org.br

STF: Joaquim Barbosa fala a Gilmar Mendes o que o povo tem vontade de dizer

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, conhecido por suas declarações e decisões polêmicas - em geral incriminatórias dos movimentos e benfazejas aos poderosos -, finalmente teve a sua.

Acostumado aos afagos da grande mídia, foi obrigado a ouvir de Joaquim Barbosa, em sessão realizada nesta quarta-feira, as poucas e boas que muita gente gostaria de falar.

Acompanhe o vídeo na pagina da UJS www.ujs.org.br

22 abril 2009

UJS elege presidente da UMES de São Bento do Sul (SC)



Manifestação pedindo passe livre

Organizado pela UBES e por grêmios estudantis da cidade, aconteceu no sábado, dia 18 de abril, o congresso de criação da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Bento do Sul, em Santa Catarina.
Cerca de 250 estudantes participaram do evento, realizado na Câmara Municipal.Com o objetivo de marcar a fundação da entidade e como parte da programação do Congresso, foi realizada uma manifestação reivindicando o passe livre para os estudantes e o fim do vestibular, ainda na manhã de sábado.